Arquitetura Colonial

ARQUITETURA COLONIAL  +/- 1500 +/- 1820

 A produção arquitetônica da época era feita por mão-de-obra escrava, as técnicas eram primitivas. Nas construções mais simples eram utilizados pau-a-pique, adobe ou taipa de pilão e nas construções mais importantes empregava-se pedra e barro.  O sistema de cobertura, em telhado de duas águas, procurava-se lançar uma parte da chuva para a rua e a outra parte para o quintal, desse modo evitava-se o uso de calhas.

Aproveitando antigas tradições portuguesas, com residências construídas sobre o alinhamento das vias públicas e sobre os limites laterais dos terrenos. Como mostra a fotos seguinte.  

Fonte: Naiara Faccio

 As plantas baixas eram quadriculadas, as construções eram elevadas do solo, não havia muitas opções de cores. A impressão de monotonia era ainda acentuada pela ausência de verde. Com a falta de jardins, acentuava-se a impressão de concentração, somente atenuada quando os galhos dos pomares derramavam-se sobre os muros.

Os principais tipos de habitação eram o sobrado com piso assoalhado e a casa térrea de chão batido. Os pavimentos térreos dos sobrados, quando não eram ocupados por lojas deixavam-se para acomodação dos escravos e animais, ou ficavam vazios sem ser usados pelas famílias dos proprietários.

Fonte: Naiara Faccio

Os monumentos religiosos eram, normalmente, em lugares mais altos, para assim serem visto com maior facilidade.

Fonte: Naiara Faccio

Referencias:  REIS FILHO, Nestor Goulart. Quadro da arquitetura no Brasil. 10. ed. São Paulo: Perspectiva, 2002-2004. 211 p.

 

 

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: